O QUE É HIPNOSE?

A hipnose é um estado natural da mente, de alta concentração e hiperfoco, que ocorre várias vezes durante o nosso dia. A mente permanece alerta e muitas vezes mais atenta aos estímulos a sua volta, visto que fica menos sujeita a distrações. Neste estado nos tornamos mais receptivos a sugestões positivas de mudança, seja de hábitos, de sentimentos, de experiências passadas, entre outras.

Para entender melhor como a hipnose funciona, assista o vídeo a seguir sobre o modelo da mente de Gerald Kein, o hipnotista que trouxe o legado de Dave Elman:

Portanto, o papel do hipnoterapeuta é guiar o cliente neste estado para que ele vivencie os processos emocionais necessários, elaborando os conteúdos para viver uma vida mais saudável e funcional. Como a hipnoterapia trabalha diretamente nesta instância que Kein chamou de subconsciente, ela acelera os processos das mais diversas abordagens terapêuticas. Busca-se resolver o problema a partir da compreensão e eliminação da causa, trazendo uma melhora bem mais eficiente e duradoura.

Hipnose na clínica

A hipnose é reconhecida como ferramenta válida pelos conselhos federais de Psicologia (RESOLUÇÃO CFP N.º 013/00 de 20 de dezembro de 2000), Medicina, Fisioterapia e Odontologia. A hipnoterapia é o uso da hipnose dentro da clínica para tratar questões emocionais, psicossomáticas, entre outras. Ela também pode ajudar em muitos quadros de doenças, ou até mesmo amenizando efeitos colaterais de tratamentos. Entretanto a hipnose não é apenas uma ferramenta para resolução de problemas, podendo ser usada também para melhorar o desempenho esportivo, disciplina no estudo, anestesias, motivação, etc.
É possível utilizar a hipnose aliada a diversas técnicas terapêuticas para acelerar as mudanças, bem como potencializar e facilitar os processos emocionais.

Aplicações

Anestesia

A hipnose pode ser usada para anestesias em diversos contextos. Em casos de enxaquecas frequentes, dores crônicas, fibromialgia, síndrome do membro fantasma e outras dores presentes no cotidiano, mas também para realizar cirurgias (por exemplo, em caso de alergia ao anestésico químico), no dentista, durante o parto, para realizar tatuagens, entre outros.

É importante lembrar que a dor é um sinal biológico para avisar que há algo errado e, portanto os trabalhos de anestesia sempre são feitos tendo um laudo médico atestando que não há uma enfermidade a ser escondida pela anestesia.

Nos casos de cirurgia temos também uma vantagem em usar a hipnose em detrimento dos anestésicos convencionais. Estudos apontam que o pós-operatório é bem mais rápido e eficiente quando se utiliza hipnose.

Ao lidar com anestesia para tatuagem, o sangramento é reduzido, melhorando também as condições de trabalho do tatuador, já que o processo é mais rápido.

Pode ser ensinada a auto-hipnose, para que o cliente realize a anestesia também por conta própria.

Gagueira

A gagueira, ou tartamudez, pode ser de origem biológica ou emocional, mas em ambos casos a hipnose pode contribuir. No primeiro caso otimizando e acelerando as práticas realizadas por outros profissionais (fonoaudiólogos, por exemplo), mas também mudando a maneira de lidar com o sintoma, abordando a questão da vergonha, insegurança, etc. Já no segundo caso, a ajuda da hipnose é ainda maior, tratando o problema na raiz é possível retomar a fluência vocal de maneira mais rápida e eficiente.

Compulsões e Vícios

As compulsões e vícios frequentemente surgem em momentos de fragilidade e se fazem presentes por muitos anos nas vidas das pessoas. Por mais que o esforço consciente tente parar de fumar, por exemplo, a força de vontade não é capaz de resolver o problema sozinha, pois há fatores que escapam à vontade consciente. No entanto, usando a hipnose é possível transformar seus padrões de comportamento, elaborando as questões emocionais que sustentam a compulsão. Soluciona-se o problema pela raiz, retirando aquilo que motivava o vício, como por exemplo, a insegurança ou carência que pode ter surgido na adolescência.

Nos casos onde o componente químico do vício é bem intenso, pode ser necessária uma redução gradual até o momento de retirar o químico por completo, mas ainda assim a hipnose é uma ferramenta valiosa no processo.

Fobias

Medos e fobias são uma das queixas que mais trazem pessoas à hipnoterapia, devido a sua eficácia. A hipnose é uma ferramenta fantástica para lidar com fobias, sendo a grande parte dos casos resolvidos em menos de 3 sessões. Ela elimina o problema por completo e de forma rápida através da ressignificação do evento traumático e da dessensibilização. 

Hipnose no esporte

É uma das utilizações que mais vem crescendo no país, utilizada tanto em esportes individuais quanto em equipes. Melhora-se o desempenho através do planejamento de movimentos durante o transe, redução do stress, bem como usando a instalação de âncoras e outras técnicas. Os resultados são bem melhores quando se otimizando o fator psicológico do esporte, principalmente em atletas de alto rendimento, onde a técnica já é muito apurada.

O atleta olímpico Arthur Zanetti usou hipnose como parte do seu treinamento, como relatado na matéria.

Distúrbios do sono

Todos sabemos como a qualidade do sono influencia no nosso humor e na disposição ao longo do dia. No entanto, segundo a Organização Mundial da Saúde, a insônia atinge 40% dos brasileiros. Grande parte destas pessoas que sofrem deste mal devido a causas psicossomáticas estão medicadas, mas mesmo assim não se obtém um sono de qualidade ótima. A hipnose pode ajudar significativamente no tratamento de vários outros distúrbios de sono como terror noturno, narcolepsia, pesadelos, bruxismo do sono, ronco, apneia do sono, entre outros.

Alergias e sistema imunológico

As alergias são causadas por uma reação exagerada do sistema imunológico a um agente externo. A hipnoterapia é capaz de interferir diretamente na regulação do sistema imunológico, modulando a resposta, para que ela seja adequada e não gere uma crise alérgica.

Já nos casos de déficit do sistema imunológico, decorrentes de alguma doença ou efeito colateral de algum tratamento, por exemplo, a hipnose contribuiu ajustando a defesa do corpo no sentido de aumentá-la.

Ansiedade, Depressão, Pânico e Burnout

A ansiedade, a depressão, a síndrome do pânico e burnout são males que afetam cada vez mais pessoas nos dias de hoje. Estes problemas afetam pessoas em diversas idades e etapas de suas vidas. Muitos tratamentos usam exclusivamente de medicamentos, que tem efeitos colaterais fortes, e muitas vezes não trazem o resultado esperado. O uso de técnicas hipnóticas se faz extremamente eficiente para tratar destas pessoas, pois aborda a raiz do problema e não somente os sintomas que estão aparentes na superfície. Entretanto, o tratamento não se restringe a estas técnicas, sendo possível a combinação com técnicas corporais, por exemplo. Uma formação diversificada e a experiência clínica são fundamentais nestes casos, principalmente quando existem perigos à integridade física do paciente.

Eventos traumáticos e TEPT

Várias pessoas procuram a hipnoterapia trazendo na sua história experiências traumáticas que em alguns casos podem ter desencadeado um transtorno de estresse pós-traumático (TEPT). Normalmente foram vítimas de situações muito violentas como sequestros, abusos, acidentes, estiveram em guerras, entre outros. Quando se trata destas pessoas há um cuidado redobrado, pois muitas vezes as cicatrizes ainda estão presentes.

Assim como para os casos de ansiedade e outros acima, as técnicas de regressão são muito eficazes para tratar destas pessoas, pois ressignifica a raiz do problema. No entanto, como as experiências tem um teor de sofrimento muito grande, precisamos de muita sensibilidade para lidar com o acontecido, alterar a percepção e remover o sofrimento presente.

Os trabalhos realizados com estas pessoas é sem dúvida um dos mais gratificantes. Pois quando retiramos os pesos do passado de suas vida e as ajudamos a alçar novos vôos, elas obtém novamente a liberdade e a tranquilidade que havia sido restrita por tanto tempo.

Tem uma dúvida sobre outro sintoma? 

 

Dúvidas frequentes

A hipnose ainda é um assunto cercado de tabus e preconceitos e aqui busco esclarecer algumas perguntas que são feitas com frequência por email ou na sessão.  Caso tenha alguma outra pergunta, me mande uma mensagem.

© Thales Caldonazo - Todos os direitos reservados